Vender na Internet

4.5
(76)

VENDA ONLINE

Acelere seus negócios com estas dicas de especialistas sobre "Vender na Internet". Dê uma olhada e descubra essa DICA!

VENDA ONLINE

A venda na Internet, também conhecida como e-commerce ou comércio eletrônico, refere-se à venda de produtos ou serviços por meio de plataformas on-line, como sites, aplicativos móveis ou mídias sociais. Essa forma de venda tem se tornado cada vez mais popular nos últimos anos, pois permite que as empresas alcancem um público mais amplo e ofereçam uma experiência de compra mais conveniente e personalizada.

Há várias estratégias que as empresas podem usar para vender na Internet.

Algumas delas incluem:

  1. Crie uma loja on-line: Isso envolve a criação de um site de comércio eletrônico no qual os clientes podem fazer pedidos e pagamentos on-line. É importante que o site seja fácil de navegar e forneça informações claras sobre os produtos e serviços oferecidos.
  2. Use os mercados: Os marketplaces são plataformas on-line que permitem que as empresas vendam seus produtos por meio de um site de terceiros. Exemplos de marketplaces populares são Amazon, eBay e Etsy.
  3. Publicidade on-line: A publicidade on-line, como anúncios do Google AdWords ou anúncios em mídias sociais, pode ser uma maneira eficaz de atrair clientes em potencial para um site de comércio eletrônico.
  4. Marketing de conteúdo: O marketing de conteúdo envolve a criação de conteúdo útil e relevante, como blogs, vídeos ou infográficos, para atrair e reter clientes em potencial. Isso pode ajudar a aumentar a visibilidade on-line de uma empresa e direcionar mais tráfego para seu site.
  5. Personalização da experiência do cliente: Oferecer uma experiência de compra personalizada por meio de recomendações de produtos e ofertas especiais pode ajudar a aumentar a fidelidade do cliente e incentivar a repetição de compras.

Algumas das vantagens de vender na Internet incluem:

  • Alcance um público mais amplo: as empresas podem alcançar clientes potenciais em todo o mundo, o que lhes permite expandir sua base de clientes e aumentar as vendas.
  • Redução de custos: Vender on-line pode ser mais barato do que ter uma loja física, pois não há necessidade de alugar um espaço de varejo e os custos de manutenção são menores.
  • Conforto e conveniência: os clientes podem fazer pedidos a qualquer momento e de qualquer lugar, proporcionando-lhes uma experiência de compra mais conveniente e confortável.
  • Personalização da experiência do cliente: as empresas podem coletar dados sobre as preferências e o comportamento de compra dos clientes para oferecer uma experiência de compra mais personalizada e relevante.

No entanto, Há também algumas desvantagens em vender pela Internet, como a necessidade de manter uma presença on-line constante e atualizada, a concorrência com outros negócios on-line e o risco de fraudes e golpes on-line. Portanto, é importante que as empresas avaliem cuidadosamente se a venda on-line é apropriada para seu modelo de negócios e implementem estratégias eficazes para mitigar os riscos associados à venda on-line.

Como começar a vender on-line?

Para começar a vender on-line, siga as etapas abaixo:

  1. Identifique seu nicho de mercado e seu público-alvo: Definir quais produtos ou serviços você quer vender e quem você quer atingir. Realize pesquisas de mercado para determinar as necessidades e preferências de seus clientes potenciais.
  2. Crie um site ou uma loja on-line: Depois de definir seu nicho de mercado, é importante criar um site ou uma loja on-line para oferecer seus produtos ou serviços. Você pode contratar um profissional ou usar plataformas como Shopify ou WooCommerce para criar sua própria loja on-line.
  3. Otimize seu site ou loja on-line: Certifique-se de que seu site ou loja on-line esteja otimizado para SEO, para que os usuários possam encontrá-lo facilmente nos mecanismos de pesquisa. Também é importante que o site seja fácil de usar, rápido e seguro.
  4. Crie conteúdo relevante: Crie conteúdo relevante e útil para atrair clientes em potencial. Você pode criar um blog ou publicar conteúdo nas mídias sociais para aumentar sua presença on-line.
  5. Promova seus produtos ou serviços: Use ferramentas de publicidade on-line, como o Google Ads ou o Facebook Ads, para atingir seu público-alvo. Você também pode usar a mídia social para promover seus produtos ou serviços de forma orgânica.
  6. Oferece excelente atendimento ao cliente: é importante que você ofereça um excelente atendimento ao cliente, pois isso pode fazer a diferença entre uma venda e o abandono do carrinho. Responda rapidamente às perguntas dos clientes e resolva seus problemas com eficiência.
  7. Medir e analisar os resultados: Use ferramentas de análise, como o Google Analytics, para medir o desempenho de seu site ou loja on-line. Analise os dados para identificar áreas de melhoria e fazer ajustes em sua estratégia de marketing.

Não é bom vender on-line nos seguintes casos:

  1. Produtos complexos: Se o produto ou serviço que você oferece for complicado e exigir explicações detalhadas, pode ser difícil vendê-lo pela Internet. Nesses casos, é melhor que os clientes em potencial vejam o produto pessoalmente e conversem com um representante de vendas para obter um entendimento completo do produto.
  2. Produtos de alto valor: Se o produto ou serviço que está sendo oferecido tiver um valor muito alto, os clientes podem não se sentir à vontade para comprá-lo on-line. Nesses casos, talvez eles queiram falar com um representante de vendas para obter mais informações e ter certeza de que estão fazendo a compra certa.
  3. Mercado local: Se o seu mercado-alvo for local e você não tiver uma presença on-line estabelecida, talvez não tenha muito sucesso nas vendas on-line. Nesses casos, talvez seja melhor se concentrar em anúncios na mídia local e criar relacionamentos com os clientes pessoalmente.
  4. Mercados saturados: Se o seu mercado já estiver saturado de concorrentes que oferecem produtos ou serviços semelhantes, pode ser difícil se destacar on-line e obter tráfego para o seu site. Nesses casos, talvez você deva considerar formas alternativas de marketing e vendas.

Há várias empresas que obtiveram sucesso nas vendas on-line. Alguns exemplos são:

  1. Amazônia: A gigante do comércio eletrônico, fundada em 1994, revolucionou a forma como as pessoas compram e vendem produtos on-line. A Amazon começou vendendo livros, mas agora oferece uma grande variedade de produtos, de eletrônicos a roupas e alimentos.
  2. Alibaba: Essa empresa chinesa de comércio eletrônico, fundada em 1999, é uma das maiores do mundo. O Alibaba conecta compradores e vendedores de todo o mundo e oferece uma ampla gama de produtos, de eletrônicos a maquinário pesado.
  3. eBay: Fundado em 1995, o eBay foi uma das primeiras empresas a permitir que os usuários comprassem e vendessem produtos on-line com segurança. Hoje, o eBay é uma plataforma global que oferece uma ampla variedade de produtos, desde colecionáveis até roupas e joias.
  4. Zappos: Esse varejista on-line de calçados, fundado em 1999, conquistou uma reputação de excelente atendimento ao cliente e uma ampla seleção de produtos. A Zappos agora é propriedade da Amazon, mas continua operando como uma marca independente.
  5. Etsy: Essa plataforma de comércio eletrônico, fundada em 2005, concentra-se em produtos artesanais e vintage. A Etsy ganhou popularidade entre os compradores que procuram produtos exclusivos e personalizados.

Esses são apenas alguns exemplos de empresas bem-sucedidas que encontraram seu nicho no mundo do comércio eletrônico.

Vender na Internet não é uma questão de tecnologia.

Então, como selecionar a tecnologia de comércio eletrônico? B2B, B2C?

Nos dias de hoje, quando as pessoas estão começando a falar sobre o pós-coronavírus, muitos estão começando a considerar o que fazer para ter um comércio eletrônico e, assim, poder vender na Internet, ter uma presença on-line e vender seus produtos e serviços na Internet. Mesmo aqueles que já criaram uma loja on-line valor agora se a tecnologia utilizada é a correta e se a ajudará a sair da crise atual. Está claro para todos nós que ter uma empresa na Internet não é mais uma opção, mas sim um requisito obrigatório para qualquer empresa (B2B) ou para qualquer varejo (B2C). Pode parecer que ter um comércio eletrônico é uma questão centrada em decidir qual tecnologia usar para que a loja on-line "se adapte bem" à sua empresa/negócio. Mas não, o problema não é uma questão de tecnologia, mas de "adaptar-se bem". Y, é que as tecnologias de comércio eletrônico podem ser usadas em praticamente qualquer situação. 

A priori, qualquer um deles poderia ser útil, e a verdade é que há muitos para escolher: Woocommerce+Wordpress, Prestashop, ZencartOpencart, osCommercee um longo etc. A isso devemos acrescentar a plataforma de nuvem: Shopify, Palbin, Etsy... Portanto. Que critérios devemos definir para selecionar uma ou outra opção? Todas as tecnologias farão mais ou menos a mesma coisa: permitirão que você apresente um catálogo de produtos com imagens e uma descrição detalhada para atender ao famoso SEO. Os produtos serão organizados por categorias e subcategorias (famílias e subfamílias). Eles também permitirão que você tenha uma página inicial da loja, que pode ser personalizada. Outra função comum é o método de pagamento, ou o transporte, etc. Mas eles permitem que você faça o marketing digital do que você precisa? E pedidos, cobranças ou segurança cibernética, ...  

A plataforma a ser escolhida é simples: aquela que melhor se adapta ao seu negócio.

A seleção de uma tecnologia ou outra é uma função dos três processos que comporão seu sistema de vendas on-line:

  1. A lista de requisitos funcionais que você deve fazer para avaliar as plataformas.
  2. A curva de aprendizado para o uso eficiente da plataforma selecionada.
  3. O suporte técnico local fornecido pela plataforma de sua escolha.

#1. A LISTA DE REQUISITOS FUNCIONAIS PARA A PLATAFORMA DE COMÉRCIO ELETRÔNICO

Se o que você está avaliando é que precisa maior flexibilidade e ter "propriedade" sobre si mesmo e o controle da plataforma tecnológica em sua própria hospedagem, então, antes de selecionar uma ou outra opção, Pergunte a si mesmo como é o seu processo de vendas e quais procedimentos comerciais você tem em vigor.

FAÇA UM EXERCÍCIO

Pense em seu próprio processo de vendas. Imagine que você tem tudo pronto e faz sua primeira venda:

  • Como você recebe o dinheiro?
  • Como você fica sabendo rapidamente sobre o pedido?
  • Como você prepara a remessa?
  • Como você vai entregá-lo ao comprador?
  • Como você entrega a fatura?
  • Como você notifica a transportadora?
  • Como você o integra à contabilidade?
  • Como você fará o acompanhamento do cliente?

Nos setores que lidam com comércio eletrônico B2B, também são muito comuns condições de pagamento personalizadas para cada cliente, ou descontos dependendo do cliente e de seu consumo anual, entregas parciais etc. Há muitas perguntas para as quais você precisa ter respostas antes de adotar uma ou outra tecnologia.

#2 A CURVA DE APRENDIZADO PARA O USO EFICIENTE DA PLATAFORMA SELECIONADA

É o esforço e o tempo que você terá de investir para dominar o backend da plataforma que escolher. É mais fácil dominar o backend das plataformas de nuvem do que das plataformas que você instala em sua própria hospedagem. Embora para os mais populares, você encontrará uma enorme quantidade de manuais, dicas e cursos on-line que o ajudarão a treinar e tirar o máximo proveito deles. Por fim, lembre-se de que algumas plataformas, que são mais complexas, exigem conhecimento de TI para operá-las adequadamente.

#3 O SUPORTE TÉCNICO LOCAL FORNECIDO PELA PLATAFORMA DE SUA ESCOLHA

Encontre seus fornecedores locais para a plataforma de sua escolha. Infelizmente, um provedor não é para sempre. Há infinitas circunstâncias que podem levá-lo a romper com seu provedor, portanto, se esse for o caso, você precisa saber quais são os outros provedores da mesma tecnologia em sua cidade. Em resumo, para vender na Internet, faça sua própria lista das principais funcionalidades que serão necessárias para o seu comércio eletrônico. Com a lista em mãos, consulte seus fornecedores de TI. Não confie na opinião de apenas um fornecedor, consulte vários. Converse com outros proprietários de comércio eletrônico e compartilhe sua experiência, e você aprenderá muito. De minha parte, deixo você com alguns exemplos que criei para minha própria loja on-line e que uso regularmente como ferramenta para aconselhar clientes e empreendedores.

(Fonte: Txus Santos, elaboração própria)

Comparação que pode ser útil para você. Essa tabela é a que eu uso como ferramenta para o "bom ajuste" e ajusta o máximo possível o comércio eletrônico de meus clientes.

(Fonte: Txus Santos -2016-. Elaboração própria). Na imagem, você pode ver algumas funcionalidades com marcação dupla. Elas indicam que a plataforma pode suportar a funcionalidade parcialmente e sempre adicionando módulos programados por terceiros.

APLIQUE ESTA DICA AO SEU PROJETO

TASK

Agora que você já leu esta DICA, responda às perguntas:

  1. Como você vai aproveitar a Internet para fazer vendas?
  2. Como você vai vender pela Internet?

QUIZZES

PENSE EM VOCÊ

PENSAR EM AJUDAR OS OUTROS

Avalie esta DICA!

Clique nas estrelas para avaliar

Classificação "76" - Média " - Média4.5"

Sem votos ainda, seja o primeiro a votar!

Lamentamos que você não tenha achado útil.

Ajude-nos a melhorar esta DICA!

Deixe-nos um comentário e diga-nos como você poderia melhorar esta DICA

COMPARTE

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Picture of Txus Santos

Txus Santos

Jesús Santos, consultor de estratégia digital e desenvolvimento de negócios on-line. Especialista em comércio eletrônico B2B. Professor adjunto e tutor de projetos na University of Wales.
Comentários
Todos os comentários.
Comentários

  1. COMO DEFINIR O PREÇO DE VENDA? - WikiDicas do Dia do Mentor

    [...] estou disposto a pagar? O preço varia de acordo com o valor percebido em um determinado momento. Quando vendemos na Internet, não podemos estar na frente da mesa de negociação porque perderíamos [...]

Tabla de contenidos

  • mentorVIRTUAL: Soy tu mentorVIRTUAL. ¿alguna pregunta?

La respuesta tardará unos 20 segundos. Generando respuesta ...

ISSUES

Pular para o conteúdo function ZFAdvLead(){ } ZFAdvLead.utmPValObj = ZFAdvLead.utmPValObj || {}; ZFAdvLead.utmPNameArr = new Array('utm_source','utm_medium','utm_campaign','utm_term','utm_content');ZFAdvLead.utmcustPNameArr = new Array();ZFAdvLead.isSameDomian = false; ZFAdvLead.prototype.zfautm_sC = function( paramName,path,domain,secure ){ var value = ZFAdvLead.utmPValObj[paramName]; if ( typeof value !== "undefined" && value !== null ){ var cookieStr = paramName + "=" + encodeURIComponent( value ); var exdate=new Date(); exdate.setDate(exdate.getDate()+7); cookieStr += "; expires=" + exdate.toGMTString(); cookieStr += "; path=/"; if ( domain ) { cookieStr += "; domain=" + encodeURIComponent( domain ); } if ( secure ) { cookieStr += "; secure"; } document.cookie = cookieStr; } }; ZFAdvLead.prototype.zfautm_ini = function (){ this.zfautm_bscPCap(); var url_search = document.location.search; for (var i = 0; i < ZFAdvLead.utmcustPNameArr.length ; i ++){ var zf_pN = ZFAdvLead.utmcustPNameArr[i]; var zf_pV; if ( zf_pN == 'referrername' ) { zf_pV = ( document.URL || '' ).slice( 0, 1500 ); } else { zf_pV = this.zfautm_gP(url_search, zf_pN); if (zf_pV == undefined || zf_pV == ''){ zf_pV = this.zfautm_gC(zf_pN); } } if ( typeof zf_pV !== "undefined" && zf_pV !== null & zf_pV != "" ) { ZFAdvLead.utmPValObj[ zf_pN ] = zf_pV; } } for (var pkey in ZFAdvLead.utmPValObj) { this.zfautm_sC(pkey); } }; ZFAdvLead.prototype.zfautm_bscPCap = function () { var trafSrc = this.zfautm_calcTrafSrc(); if ( trafSrc.source != "" ) { ZFAdvLead.utmPValObj.utm_source = trafSrc.source; } if ( trafSrc.medium != "" ) { ZFAdvLead.utmPValObj.utm_medium = trafSrc.medium; } if ( trafSrc.campaign != "" ) { ZFAdvLead.utmPValObj.utm_campaign = trafSrc.campaign; } if ( trafSrc.term != "" ) { ZFAdvLead.utmPValObj.utm_term = trafSrc.term; } if ( trafSrc.content != "" ) { ZFAdvLead.utmPValObj.utm_content = trafSrc.content; } } ZFAdvLead.prototype.zfautm_calcTrafSrc = function() { var u1='', u2='', u3='', u4='', u5=''; var search_engines = [['bing', 'q'], ['google', 'q'], ['yahoo', 'q'], ['baidu', 'q'], ['yandex', 'q'], ['ask', 'q']]; //List of search engines var ref = document.referrer; ref = ref.substr(ref.indexOf('//')+2); ref_domain = ref; ref_path = '/'; ref_search = ''; // Checks for campaign parameters var url_search = document.location.search; if(url_search.indexOf('utm_source') > -1 || url_search.indexOf('utm_medium') > -1 || url_search.indexOf('utm_campaign') > -1 || url_search.indexOf('utm_term') > -1 || url_search.indexOf('utm_content') > -1) { u1 = this.zfautm_gP(url_search, 'utm_source'); u2 = this.zfautm_gP(url_search, 'utm_medium'); u3 = this.zfautm_gP(url_search, 'utm_campaign'); u4 = this.zfautm_gP(url_search, 'utm_term'); u5 = this.zfautm_gP(url_search, 'utm_content'); } else if ( this.zfautm_gP(url_search, 'gclid')) { u1 = 'Google Ads'; u2 = 'cpc'; u3 = '(not set)'; if ( !ZFAdvLead.utmcustPNameArr.includes('gclid') ) { ZFAdvLead.utmcustPNameArr.push('gclid'); } } else if(ref) { var r_u1 = this.zfautm_gC('utm_source'); var r_u2 = this.zfautm_gC('utm_medium'); var r_u3 = this.zfautm_gC('utm_campaign'); var r_u4 = this.zfautm_gC('utm_term'); var r_u5 = this.zfautm_gC('utm_content'); if ( typeof r_u1 === "undefined" && typeof r_u2 === "undefined" && typeof r_u3 === "undefined" && typeof r_u4 === "undefined" && typeof r_u5 === "undefined") { // separate domain, path and query parameters if (ref.indexOf('/') > -1) { ref_domain = ref.substr(0,ref.indexOf('/')); ref_path = ref.substr(ref.indexOf('/')); if (ref_path.indexOf('?') > -1) { ref_search = ref_path.substr(ref_path.indexOf('?')); ref_path = ref_path.substr(0, ref_path.indexOf('?')); } } u2 = 'referral'; u1 = ref_domain; // Extract term for organic source for (var i=0; i -1){ u2 = 'organic'; u1 = search_engines[i][0]; u4 = this.zfautm_gP(ref_search, search_engines[i][1]) || '(not provided)'; break; } } } else { if ( typeof r_u1 !== "undefined" ) { u1 = r_u1; } if ( typeof r_u2 !== "undefined" ) { u2 = r_u2; } if ( typeof r_u3 !== "undefined" ) { u3 = r_u3; } if ( typeof r_u4 !== "undefined" ) { u4 = r_u4; } if ( typeof r_u5 !== "undefined" ) { u5 = r_u5; } } } else { var r_u1 = this.zfautm_gC('utm_source'); var r_u2 = this.zfautm_gC('utm_medium'); var r_u3 = this.zfautm_gC('utm_campaign'); var r_u4 = this.zfautm_gC('utm_term'); var r_u5 = this.zfautm_gC('utm_content'); if ( typeof r_u1 === "undefined" && typeof r_u2 === "undefined" && typeof r_u3 === "undefined" && typeof r_u4 === "undefined" && typeof r_u5 === "undefined") { var locRef = document.URL; locRef = locRef.substr(locRef.indexOf('//')+2); if (locRef.indexOf('/') > -1) { locRef = locRef.substr(0,locRef.indexOf('/')); } u1 = locRef; u2 = 'referral'; } else { if ( typeof r_u1 !== "undefined" ) { u1 = r_u1; } if ( typeof r_u2 !== "undefined" ) { u2 = r_u2; } if ( typeof r_u3 !== "undefined" ) { u3 = r_u3; } if ( typeof r_u4 !== "undefined" ) { u4 = r_u4; } if ( typeof r_u5 !== "undefined" ) { u5 = r_u5; } } } return { 'source' : u1, 'medium' : u2, 'campaign': u3, 'term' : u4, 'content' : u5 }; } ZFAdvLead.prototype.zfautm_gP = function(s, q) { try{ var match = s.match('[?&]' + q + '=([^&]+)'); return match ? decodeURIComponent(match[1]) : ''; } catch(e){ return ''; } } ZFAdvLead.prototype.zfautm_gC = function( cookieName ){ var cookieArr = document.cookie.split('; '); for ( var i = 0 ; i < cookieArr.length ; i ++ ){ var cookieVals = cookieArr[i].split('='); if ( cookieVals[0] === cookieName && cookieVals[1] ) { return decodeURIComponent(cookieVals[1]); } } }; ZFAdvLead.prototype.zfautm_gC_enc = function( cookieName ){ var cookieArr = document.cookie.split('; '); for ( var i = 0 ; i < cookieArr.length ; i ++ ){ var cookieVals = cookieArr[i].split('='); if ( cookieVals[0] === cookieName && cookieVals[1] ) { return cookieVals[1]; } } }; ZFAdvLead.prototype.zfautm_iframeSprt = function () { var zf_frame = document.getElementsByTagName("iframe"); for(var i = 0; i < zf_frame.length; ++i){ if((zf_frame[i].src).indexOf('formperma') > 0 ){ var zf_src = zf_frame[i].src; for( var prmIdx = 0 ; prmIdx < ZFAdvLead.utmPNameArr.length ; prmIdx ++ ) { var utmPm = ZFAdvLead.utmPNameArr[ prmIdx ]; utmPm = ( ZFAdvLead.isSameDomian && ( ZFAdvLead.utmcustPNameArr.indexOf(utmPm) == -1 ) ) ? "zf_" + utmPm : utmPm; var utmVal = this.zfautm_gC_enc( ZFAdvLead.utmPNameArr[ prmIdx ] ); if ( typeof utmVal !== "undefined" ) { if ( utmVal != "" ){ if(zf_src.indexOf('?') > 0){ zf_src = zf_src+'&'+utmPm+'='+ utmVal; }else{ zf_src = zf_src+'?'+utmPm+'='+ utmVal; } } } } if ( zf_frame[i].src.length < zf_src.length ) { zf_frame[i].src = zf_src; } } } }; ZFAdvLead.prototype.zfautm_DHtmlSprt = function () { var zf_formsArr = document.forms; for ( var frmInd = 0 ; frmInd < zf_formsArr.length ; frmInd ++ ) { var zf_form_act = zf_formsArr[frmInd].action; if ( zf_form_act && zf_form_act.indexOf('formperma') > 0 ){ for( var prmIdx = 0 ; prmIdx < ZFAdvLead.utmPNameArr.length ; prmIdx ++ ) { var utmPm = ZFAdvLead.utmPNameArr[ prmIdx ]; var utmVal = this.zfautm_gC( ZFAdvLead.utmPNameArr[ prmIdx ] ); if ( typeof utmVal !== "undefined" ) { if ( utmVal != "" ) { var fieldObj = zf_formsArr[frmInd][utmPm]; if ( fieldObj ) { fieldObj.value = utmVal; } } } } } } }; ZFAdvLead.prototype.zfautm_jsEmbedSprt = function ( id ) { document.getElementById('zforms_iframe_id').removeAttribute("onload"); var jsEmbdFrm = document.getElementById("zforms_iframe_id"); var embdSrc = jsEmbdFrm.src; for( var prmIdx = 0 ; prmIdx < ZFAdvLead.utmPNameArr.length ; prmIdx ++ ) { var utmPm = ZFAdvLead.utmPNameArr[ prmIdx ]; utmPm = ( ZFAdvLead.isSameDomian && ( ZFAdvLead.utmcustPNameArr.indexOf(utmPm) == -1 ) ) ? "zf_" + utmPm : utmPm; var utmVal = this.zfautm_gC_enc( ZFAdvLead.utmPNameArr[ prmIdx ] ); if ( typeof utmVal !== "undefined" ) { if ( utmVal != "" ) { if(embdSrc.indexOf('?') > 0){ embdSrc = embdSrc+'&'+utmPm+'='+utmVal; }else{ embdSrc = embdSrc+'?'+utmPm+'='+utmVal; } } } } jsEmbdFrm.src = embdSrc; }; var zfutm_zfAdvLead = new ZFAdvLead(); zfutm_zfAdvLead.zfautm_ini(); if( document.readyState == "complete" ){ zfutm_zfAdvLead.zfautm_iframeSprt(); zfutm_zfAdvLead.zfautm_DHtmlSprt(); } else { window.addEventListener('load', function (){ zfutm_zfAdvLead.zfautm_iframeSprt(); zfutm_zfAdvLead.zfautm_DHtmlSprt(); }, false); } Si estás usando la biblioteca jQuery, entonces no olvides envolver tu código dentro de jQuery.ready() así: jQuery(document).ready(function( $ ){ // Tu código aquí dentro }); -- Si quieres enlazar a un archivo JavaScript que resida en otro servidor (como ), entonces, por favor, usa la página «Añadir código HTML» , ya que es un código HTML que enlaza a un archivo JavaScript. Fin del comentario */