Modelo de negócios

3.5
(11)

MODELO DE NEGÓCIO

Acelere seus negócios com estas dicas especializadas sobre "Relacionamento com o cliente - 4º segmento da Tela". Analise e descubra esta DICA!

Qual é o modelo de negócio?

É o mecanismo pelo qual uma empresa procura gerar receita e lucro. O modelo é a maneira de fazer negócios, pela qual uma empresa gera receita de maneira lucrativa, recorrente e sustentável. escalável.

Seu modelo comercial tem que descrever a organização que você projetou para criar, desenvolver e capturar valor. Alex Osterwalder é o pai da CANVAS, uma ferramenta muito útil para gerar modelos de uma maneira muito simples e geralmente aceita.

Tipos de modelos de negócios

Os primeiros modelos de negócios, diferentes dos clássicos, nasceram nos anos 50 com o McDonald's. A Internet tem facilitado a criação de modelos que, por muito pouco custo, tornam possível alcançar muitos mercados.

Hoje, as novas tecnologias estão facilitando a criação de muitos mais modelos:

  • B2B, B2C (mentorday)…
  • B2A (business to administration). Na Web, o conjunto de relações estabelecidas entre empresas e administrações públicas. As relações B2A fazem parte da comunicação global de qualquer empresa.
  • B2E (business to employees). Na rede, o conjunto de relações estabelecidas entre as empresas e seus funcionários. É equivalente ao marketing interno e também inclui ações de comunicação interna.
  • M2C ou M2B (máquina para o consumidor ou máquina para a empresa). O mais relevante é o M2M (máquina a máquina), que incorpora a troca de informações entre máquinas e atinge seu auge quando este processo é realizado de forma inteligente.
  • Modelos off-line e on-line.
  • Internet.
  • Franchising.
  • Saas.

Tipos de modelos de negócios (consulte+)

Um modelo de negócios é um plano ou esboço que descreve como uma empresa cria, fornece e captura valor. Ele define as diferentes atividades que serão realizadas para que uma empresa gere receita e permaneça no mercado. Um modelo de negócios especifica a proposta de valor, os segmentos de clientes, os canais de distribuição, os relacionamentos com os clientes, os fluxos de receita, os principais recursos e atividades, os principais parceiros, os custos e as fontes de financiamento. É uma ferramenta importante para os empreendedores porque permite que eles entendam como o valor será criado e entregue aos clientes e como a lucratividade do negócio será mantida.

Como empresário, há várias perguntas importantes que você precisa ser capaz de responder para garantir que tenha um modelo de negócios sólido e sustentável.

ALGUMAS DESSAS PERGUNTAS INCLUEM:

  • Quem são seus clientes e quais são as necessidades deles? É importante que você tenha uma compreensão clara de quem está tentando atender e quais problemas está tentando resolver.
  • Como você alcançará seus clientes e quais canais de marketing usará? Você precisa saber como alcançar seus clientes em potencial e informá-los sobre seu produto ou serviço.
  • Qual é a sua proposta de valor exclusiva e o que o diferencia da concorrência? É importante que você tenha uma proposta de valor sólida e exclusiva que destaque seus pontos fortes e o diferencie da concorrência.
  • Quais são suas fontes de renda e como você vai gerar renda a longo prazo? Você precisa ter uma ideia clara de como vai monetizar seu negócio e gerar renda a longo prazo.
  • Quais são seus custos e como você os minimizará? É importante que você tenha um bom controle sobre seus custos e despesas para garantir que sua empresa seja lucrativa e sustentável.
  • De quais recursos e capacidades você precisa para executar seu modelo de negócios? Você deve ter uma ideia clara dos recursos necessários, como equipe, tecnologia, instalações etc., para executar seu modelo de negócios.
  • Quais são suas principais parcerias e como elas o ajudarão a atingir suas metas? É importante que você tenha uma boa rede de parcerias importantes, como fornecedores, parceiros, investidores, etc., para ajudá-lo a atingir suas metas.
  • Como você medirá o sucesso de seu modelo de negócios? Você deve ter uma ideia clara dos indicadores-chave de desempenho (KPIs) que usará para medir o sucesso do seu modelo de negócios e fazer ajustes, se necessário.

Tipos de modelos de negócios:

Há vários tipos de modelos de negócios que as empresas podem usar para gerar receitas e lucros.

ALGUNS EXEMPLOS SÃO APRESENTADOS A SEGUIR:

  • Modelo de negócios de vendas diretas: a empresa vende seus produtos ou serviços diretamente ao cliente final.
  • Modelo de negócios de assinatura: a empresa cobra uma taxa periódica do cliente pelo acesso a seus produtos ou serviços.
  • Modelo de negócios de publicidade: a empresa oferece conteúdo ou serviços gratuitos aos usuários e gera receita por meio de publicidade.
  • Modelo de negócios de corretagem: a empresa atua como intermediária entre fornecedores e clientes, cobrando uma comissão por cada transação.
  • Modelo de negócios de franquia: a empresa transfere seu modelo de negócios e sua marca para os franqueados, que pagam uma taxa inicial e royalties periódicos.
  • Modelo de negócios sob medida: A empresa fabrica produtos personalizados de acordo com as necessidades do cliente.
  • Modelo de negócios de licenciamento: a empresa cede seus direitos de propriedade intelectual a terceiros mediante o pagamento de uma taxa.

Esses são apenas alguns exemplos de modelos de negócios existentes. As empresas podem combinar vários modelos de negócios para criar um modelo que atenda às suas necessidades específicas.

PARA ESTABELECER UM MODELO DE NEGÓCIOS BEM-SUCEDIDO, É IMPORTANTE QUE O EMPREENDEDOR CONSIDERE OS SEGUINTES ASPECTOS:

  • Mercado-alvo: é essencial definir quem é o alvo da empresa. Isso envolve identificar se é um mercado de massa ou um grupo mais específico e mais restrito. É importante escolher o primeiro mercado e ajustar a oferta e a mensagem de acordo com ele.
  • Estratégias competitivas: analisar como funcionam outras empresas que seguem o mesmo modelo de negócios e verificar se sua estratégia funcionou para elas. É importante levar em conta os dados obtidos para definir a estratégia e se destacar entre todas as empresas que operam com o mesmo modelo de negócios.
  • Valor fornecido pelo serviço: A ideia de negócio deve agregar valor ao mercado e, para isso, é necessário desenvolver uma atividade que permita verificar se a ideia é bem-sucedida. É importante usar ferramentas que aproximem o empreendedor dos clientes em potencial e ajudem a descobrir a opinião deles.
  • Planejamento: Antes de iniciar o negócio, deve ser realizado um planejamento prévio, incluindo a definição de todos os aspectos da atividade, como a análise dos recursos disponíveis, a contratação de profissionais e a busca de fontes de financiamento para iniciar a atividade.

Seguindo essas chaves, um empreendedor pode estabelecer seu modelo de negócios de forma eficaz e ter mais chances de sucesso no mercado.

TIPOS de modelos de negócios:

  • Aberto: um modelo no qual as informações e os recursos são compartilhados gratuitamente para gerar receita por meio de outros produtos ou serviços.
  • Afiliação: um modelo no qual uma comissão é recebida pela promoção de produtos ou serviços de terceiros por meio de um link personalizado.
  • Aplicativo: um modelo no qual um aplicativo móvel ou de desktop é desenvolvido para oferecer um serviço ou produto.
  • B2B: modelo no qual os produtos ou serviços são vendidos a outras empresas.
  • B2C: modelo no qual os produtos ou serviços são vendidos diretamente aos consumidores finais.
  • B2G: modelo no qual produtos ou serviços são vendidos ao governo.
  • Cadeia de valor: modelo no qual os diferentes processos de produção e distribuição de um produto são controlados.
  • Circular: um modelo no qual um produto é projetado com a ideia de ser reciclado ou reutilizado no final de sua vida útil.
  • Colaborativo: um modelo no qual os recursos ou o conhecimento são compartilhados entre diferentes empresas ou indivíduos.
  • Técnicas Lean: modelo no qual o objetivo é reduzir o desperdício e otimizar os processos de produção.
  • Gratuito: um modelo no qual produtos ou serviços são oferecidos gratuitamente com o objetivo de atrair mais clientes e gerar receita de outras formas.
  • Infoproduto: modelo no qual as informações são oferecidas na forma de cursos, livros digitais, etc.
  • Digital: modelo no qual os produtos ou serviços são oferecidos por meio de plataformas digitais.
  • Fabricante: modelo no qual os produtos são produzidos para serem vendidos a terceiros.
  • Dropshipping: um modelo no qual um produto é vendido e enviado diretamente do fabricante para o cliente.
  • Comércio eletrônico: um modelo no qual produtos ou serviços são vendidos por meio de uma plataforma on-line.
  • Fintech: modelo no qual os serviços financeiros são oferecidos usando tecnologia.
  • Franquia: modelo no qual o direito de usar uma marca registrada ou um modelo de negócios é vendido.
  • Freemium: um modelo no qual os serviços básicos são oferecidos gratuitamente, mas o acesso a funções adicionais é cobrado.
  • Gamificação: um modelo no qual a mecânica do jogo é usada para incentivar a participação do usuário.
  • Brick and Click: um modelo que combina vendas em lojas físicas e vendas on-line.
  • Híbrido: modelo no qual dois ou mais modelos de negócios são combinados.
  • Receita de publicidade: modelo no qual a receita é gerada por meio de publicidade em uma plataforma digital.
  • Aprendizagem eletrônica: modelo no qual os cursos on-line são oferecidos.
  • Liderança em custos: um modelo que busca oferecer produtos ou serviços a preços mais baixos do que a concorrência.
  • Cauda longa: modelo no qual são oferecidos produtos ou serviços de nicho que não estão em alta demanda.
  • Multilateral: modelo no qual é estabelecida uma plataforma que conecta diferentes partes interessadas.
  • Omnichannel: modelo no qual uma experiência de compra perfeita é oferecida entre os canais on-line e as lojas físicas.
  • P2P: modelo no qual os usuários podem comprar e vender produtos ou serviços entre si.
  • SaaS: modelo no qual os serviços de software são oferecidos por assinatura.

Modelos de negócios mais frequentes:

Essas empresas são conhecidas como comércio eletrônico. A diferença em relação ao comércio tradicional é que essas empresas oferecem seus produtos e serviços por meio de uma loja on-line com presença na Internet. É um modelo em expansão com uma alta taxa de crescimento. Exemplos de negócios de comércio eletrônico: Wallapop ou Vinted.

  • FABRICANTE

O objetivo desse modelo de negócios é fabricar seus próprios produtos e vendê-los diretamente a seus clientes e até mesmo a varejistas. A grande vantagem desse modelo de negócios é que o relacionamento com o cliente é mais próximo e é mais fácil conhecer sua experiência de compra ou suas preferências. Exemplo de um negócio de Fabricante: Dell.

Esse tipo de negócio custa para fazer pequenas vendas de um grande número de produtos diferentes. O objetivo dessa estratégia é que a soma total de todas essas pequenas vendas de produtos diferentes acabe gerando uma alta lucratividade.  Exemplos de negócios de cauda longa: Amazon ou Ebay.

Nesse modelo, os clientes pagam uma pequena taxa periodicamente ao fornecedor. Dessa forma, eles terão acesso aos serviços ou produtos que a empresa oferece. Esses são modelos comuns em empresas que oferecem conteúdo multimídia. Exemplos de modelos de negócios de assinatura: Netflix ou Spotify.

Esse tipo de negócio consiste em oferecer aos empreendedores a oportunidade de explorar um negócio que já tem um modelo estabelecido e que funciona. Dessa forma, a empresa pode expandir e multiplicar suas receitas estabelecendo-se em locais onde ainda não é conhecida ou não existe. Exemplos de negócios de franquia: McDonald's ou Starbucks.

Nesse plano de negócios, a empresa que possui o produto ou serviço oferece um incentivo ou uma pequena recompensa aos fornecedores ou empresas que o promovem e atraem novos clientes por meio de sua publicidade. Exemplos de negócios afiliados: Programa de afiliados da Amazon ou Rede de afiliados do Google.

As características desse modelo de negócios baseiam-se no fato de que uma empresa fornece um serviço gratuito aos usuários. No entanto, para tornar a experiência mais completa e adicional, ele oferece serviços complementares por meio de uma licença Premium. Essa licença permite que você obtenha mais benefícios. Exemplos de negócios Freemium: LinkedIn ou Evernote.

Nesse modelo, a ideia é que dois indivíduos entrem em contato um com o outro para oferecer e receber um serviço. A empresa recebe a receita de pequenas comissões e publicidade. Nesse tipo de negócio, a empresa é uma intermediária. Exemplos de modelos de negócios Peer to Peer: Airbnb ou Uber.

  • DROPSHIPPING

Para realizar o modelo de negócios de dropshipping, a empresa disponibiliza a seus clientes produtos que não possui diretamente em estoque, mas que, por meio de uma série de acordos, são oferecidos por terceiros (fabricantes ou atacadistas) para que eles possam enviá-los diretamente aos clientes finais. Exemplo de negócio de dropshipping: Aliexpress.

Esse tipo de modelo de negócios consiste em oferecer um produto a um custo baixo, às vezes até gratuitamente. A ideia é que esse item precisará de um complemento para ser usado, portanto, será esse complemento que terá um preço mais alto. Isso compensará o custo particularmente baixo do produto inicial e trará benefícios para a empresa. Exemplo de um negócio de isca e anzol: Gillette.

  • HÍBRIDO

Esse modelo de negócios é um dos mais recentes e, provavelmente, terá mais desenvolvimento nos próximos anos devido às suas características. A chave é manter um amplo catálogo de produtos ou serviços para alcançar o maior número possível de clientes. Portanto, esse tipo de empresa deve ser particularmente flexível, pois seu sucesso dependerá de sua capacidade de se adaptar rapidamente e de se coordenar com as diferentes áreas da empresa. Exemplo de negócio híbrido: Nestlé.

Novos modelos de negócios estão surgindo constantemente, e você pode até encontrar empresas que integram recursos de vários modelos ao mesmo tempo para maximizar os lucros. Dependendo do produto ou serviço, será mais lucrativo optar por um ou outro. 

COMO A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PODE CRIAR UM MODELO DE NEGÓCIOS?

Como um modelo de linguagem, a inteligência artificial pode oferecer algumas ideias e sugestões gerais para a criação de um modelo de negócios, mas não tem a capacidade de criar um modelo por si só. Entretanto, para ajudar a criar um modelo de negócios, a inteligência artificial pode fazer perguntas e oferecer sugestões com base nas informações fornecidas, como o tipo de produto ou serviço, o mercado-alvo, os recursos disponíveis e outros fatores importantes. Ela também poderia fornecer informações sobre os diferentes modelos de negócios existentes e como eles se encaixam na ideia do empreendedor.

APLIQUE ESTA DICA AO SEU PROJETO

TASK

ESTUDO DE CASO

Juan é um empreendedor que deseja iniciar um negócio de venda on-line de produtos orgânicos.

PARA DEFINIR SEU MODELO DE NEGÓCIOS, SIGA AS ETAPAS ABAIXO:
  1. Identifique seu mercado-alvo: Juan decide que seu mercado-alvo serão as pessoas que estão procurando opções de consumo mais ecológicas e sustentáveis. Para isso, ele pesquisa pessoas interessadas nesses tipos de produtos por meio de redes sociais e fóruns on-line.
  2. Analisar a concorrência: Juan identifica outras empresas que vendem produtos semelhantes on-line e analisa suas estratégias de preços, promoções e ofertas de produtos.
  3. Defina sua proposta de valor: Juan quer oferecer produtos de alta qualidade, com preços competitivos e uma experiência de compra fácil e amigável para o cliente.
  4. Defina seu modelo de receita: Juan decide que seu modelo de receita será por meio da venda de produtos em seu site, oferecendo também descontos e promoções para fidelizar o cliente.
  5. Defina sua estratégia de marketing: Juan quer usar a mídia social e campanhas de publicidade on-line para promover seu negócio e atrair novos clientes.
  6. Defina seus canais de distribuição: Juan decide que a distribuição de seus produtos será feita por meio de empresas de entrega em domicílio e que ele também oferecerá a opção de entrega em pontos de coleta próximos.
  7. Defina seus custos: Juan identifica seus custos de investimento na plataforma de vendas on-line, publicidade e logística de remessa. Ele também leva em conta o custo de compra dos produtos.
  8. Defina sua equipe: John decide que, por enquanto, ele mesmo gerenciará a plataforma de vendas on-line, a publicidade e a logística de remessa.

A partir dessas etapas, Juan definiu seu modelo de negócios para sua empresa de vendas on-line de produtos orgânicos. Com isso, você está pronto para iniciar seu negócio e atrair seus primeiros clientes.

QUIZ

PENSE EM VOCÊ

PENSAR EM AJUDAR OS OUTROS

Avalie esta DICA!

Clique nas estrelas para avaliar

Classificação "11" - Média " - Média3.5"

Sem votos ainda, seja o primeiro a votar!

Lamentamos que você não tenha achado útil.

Ajude-nos a melhorar esta DICA!

Deixe-nos um comentário e diga-nos como você poderia melhorar esta DICA

COMPARTE

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Picture of Jorge Navarrete

Jorge Navarrete

Mais de 20 anos de experiência em empresas de publicidade, marketing direto e consumo em massa. Especialista em assessorar empresas de diferentes setores.
Comentários
Todos os comentários.
Comentários

  1. BOOT CAMP - WikiTips do Dia do Mentor

    [...] Criação do modelo de negócio [...]

  2. Hipótese - WikiTips do Dia do Mentor

    [...] hipóteses que você tem que validar. As suposições que criamos no projeto de nosso modelo de negócios e que não testamos, testamos ou validamos .... são todas hipóteses. No [...]

  3. VALIDA A SUA HIPOTESE - WikiTips do Dia do Mentor

    [...] começamos a criar nosso modelo de negócio, a primeira coisa que fazemos é preencher a tela com todas as hipóteses que temos em mente e [...]

Tabla de contenidos

  • mentorVIRTUAL: Soy tu mentorVIRTUAL. ¿alguna pregunta?

La respuesta tardará unos 20 segundos. Generando respuesta ...

modelo de negocios

Pular para o conteúdo